COMO OS NOSSOS FAGOS FUNCIONAM

Biocare, Phages, Research

Os fagos são o cerne da nossa pesquisa e desenvolvimento e, por possuírem uma capacidade única – atacam bactérias específicas –  são uma ferramenta fundamental para o tratamento de precisão de infecções bacterianas patógenas, além de despontar como um avanço dos recursos terapêuticos convencionais centrados no uso de antibióticos.

Na PhageLab exploramos soluções eficazes para atuar na prevenção de surtos e aparecimento de novas bactérias resistentes a antibióticos. Estamos em constante busca por novas maneiras de atacar as bactérias patogênicas, seja por meio do isolamento de novos fagos de bilhões de amostras disponíveis na natureza ou treinando fagos em laboratório para esta finalidade. 

Entenda Como os Nossos Fagos Funcionam e como este atributo singular de enfoque customizado nos permite facilitar o diagnóstico e otimizar a eficácia do tratamento. 

 

O que são Fagos?

Os bacteriófagos (fagos, de forma simplificada) são vírus capazes de invadir unicamente bactérias específicas. A sua estrutura é composta por uma unidade de material genético e diferentes estruturas proteicas.

Os bacteriófagos estão abundantemente presentes na biosfera e são conhecidos por serem os antagonistas naturais das bactérias, uma vez que, para “sobreviverem”, precisam reconhecer especificamente uma delas, entrar no seu sistema e utilizar a sua maquinaria celular para produzir cópias de si mesmos.

 

Eliminação da bactéria

Os bacteriófagos podem realizar um ciclo lítico, causando a lise ou eliminação da bactéria, ou um ciclo lisogênico, onde integram o seu material genético no genoma da bactéria, sem eliminá-la.

 

 

Na PhageLab utilizamos tratamentos à base de bacteriófagos líticos ou uma mistura deles contra bactérias patogênicas. Os bacteriófagos são vírus ubíquos encontrados principalmente onde existem bactérias. Estima-se que o número total de bacteriófagos no planeta exceda uma proporção de 10(31) e que para cada bactéria diferente existem 10 bacteriófagos capazes de infectá-la.

Garantimos resultados eficientes testando um coquetel contra bactérias selecionadas, onde nosso sistema de produção em larga escala nos permite enfrentar desafios de volumes industriais.

Todas as bacteriófagos da PhageLab devem cumprir 3 critérios fundamentais:

1. EFICÁCIA LÍTICA:

Os experimentos in vitro demonstram que os bacteriófagos têm um espectro de ação específico contra as bactérias-alvo. Testar o coquetel de bacteriófagos contra bactérias locais aumenta a probabilidade de sucesso da terapia com fagos em campo.

2. SEGURANÇA:

Os bacteriófagos devem ter um ciclo lítico e não devem apresentar genes lisogênicos (como integrases ou sítios de recombinação) que poderiam gerar sua integração no genoma da bactéria-alvo e não eliminá-la. Ao mesmo tempo, não devem apresentar outros genes de risco, como fatores de virulência ou resistência a antibióticos. Assim, a formulação é 100% lítica e segura para o hospedeiro.

3. ESCALABILIDADE:

A PhageLab tem um sistema de produção de bacteriófagos em grande escala com rendimentos de volume e concentração únicos no mundo. Todos os bacteriófagos nas formulações da PhageLab devem ter ciclos de replicação adequados à produção em larga escala.

As superfícies mucosas são a principal zona de contato entre os animais e o meio ambiente, por isso elas representam o principal ponto de entrada de bactérias patogênicas que irão colonizar o trato digestivo, gerando surtos sintomáticos. Considerando este modelo, quando os bacteriófagos que compõem os produtos da PhageLab chegam ao intestino, se aderem ao muco intestinal gerando um “campo minado” contra as bactérias que colonizaram ou irão colonizar este órgão.

Podemos eliminar e controlar por completo infecções bacterianas como E. coli e Salmonella em aves, bezerros e gado. Science works, and we can prove it.

 

Menu